Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

#sejaondefor

#sejaondefor

Infelizmente a confirmação....


O Benfica acabou por confirmar aquilo que tinha escrito ontem a propósito da derrota do Sporting. Os encarnados foram a Manchester com vontade mas com poucos argumentos. Jogámos bem 45 minutos, marcámos um golo magnífico por Nélson...e no pior momento sofremos um golo...logo antes do intervalo. Na segunda parte o Benfica não existiu práticamente a não ser alguns minutos logo depois do segundo golo dos Ingleses. O Clube da Luz foi atancando tímidamente, sem convicção. O terceiro golo, de bola parada, veio acabar com o jogo antes do tempo.

Infelizmente para o Benfica esta noite o elo mais fraco foi a defesa e o seu guarda-redes. Quim esteve mal, desculpem mas desde o início da época que o antigo bracarense tem estado muito intermitente, demasiado confiante do seu posto e parece ter-se acomodado. É pena podiamos ter ido mais longe...resta-nos a taça UEFA.

Ainda uma nota para o famoso CR. Ele bem ia tentando mas não conseguiu sacar um pénalti como queria. É realmente deplorável pois em portugal temos jornalistas que só sabem tomar partido e não sabem ter o espírito crítico que é necessário. Cristiano Ronaldo está a tornar-se um jogador cada vez menos fair-play, tentando sacar faltas, mostrando-se, esquecendo-se do seu lugar na equipa...



Ficha de Jogo:

          3-1    


MANCHESTER UNITED – Van der Sar; Gary Neville, Vidic, Ferdinand e Evra (Heinze, 67 m); Cristiano Ronaldo, Carrick, Scholes (Solskjaer, 78 m) e Giggs (Fletcher, 73 m); Rooney e Saha.

BENFICA –
Quim; Nélson, Luisão, Ricardo Rocha e Léo; Katsouranis, Petit e Nuno Assis (Karagounis, 72 m); Nuno Gomes, Miccoli (Paulo Jorge, 63 m) e Simão.

Marcadores:
0-1, Nélson, 26'
1-1, Vidic, 44'
2-1, Giggs, 60'
3-1, Saha, 74'


Depois do golpe de sorte, o regresso à realidade

O Sporting regressou à realidade ontem na última jornada da Liga dos Campeões. Depois de ter vencido o Inter em casa na primeira jornada, o Sporting foi perdendo fulgor. O Inter estava a atravessar um mau periodo e não acredito que essa vitória em Alvalade tenha tido real valor desportivo. Embora o Sporting tenha apresentado bom futebol no conjunto dos encontros do seu grupo, na realidade nunca conseguiu rivalizar com os seus concorrentes directos.
Depois de 6 jogos uma vitória, dois empates e três derrotas não foram suficientes nem sequer para a taça UEFA..
Estamos então a chegar ao natal e como vem a ser hábito, o Sporting vai perdendo força!
Depois da euforia, voltamos a cair na realidade, 3 clubes portugueses na Champions League são clubes a mais pois não conseguimos manter esse ritmo..porque se calhar não temos qualidade para isso! Sinto que vamos perder clubes nas competições europeias.

O Sporting fica por casa por este ano, mas acima de tudo o futebol português perde...e muito!

Dérby, uma vitória importante para o moral

O primeiro dérby lisboeta teve lugar esta sexta-feira no estádio de Alvalade. Os rivais da segunda circular disputavam entre si 3 preciosos pontos com objectivos diferentes. O Sporting tentava não deixar escapara o FC Porto e o Benfica tentava chegar-se mais perto dos lugares cimeiros.
E o jogo não podia ter começado melhor pois logo aos 3 minutos Ricardo Rocha marcava de cabeça o primeiro da noite, um autêntico míssil que Ricardo só foi buscar dentro da baliza.
O Benfica geria o resultado e chegava mesmo ao 2-0 por Simão antes do intervalo. Miccoli, só não marcou o 3-0 no final da primeira parte porque tinha a pontaria afinada demais...à trave.
Na segunda parte o jogo foi disputado mas sempre com o Benfica a saber gerir um resultado excelente e sabendo preservar-se. Apenas as expulsões de Polga e Nuno Gomes vieram estragar a festa.
O Benfica vencia, convencia e ganháva confiança para a final de quarta-feira em Old Trafford frente ao Manchester. Esperamos um jogo como este onde Fernando Santos esteve particularmene bem.

Ficha de Jogo:



     0-2 


SPORTING CP: Ricardo, Miguel Garcia, Tonel, Polga, Tello, Custódio (Yannick Djaló, 46), Nani, João Moutinho, Romagnoli (Carlos Martins, 46), Carlos Bueno (Alecsandro, 66) e Liedson.

SL BENFICA: Quim, Nelson, Luisão, Ricardo Rocha, Leo, Katsouranis (Karagounis, 89), Petit, Nuno Assis (Beto, 92), Simão Sabrosa, Nuno Gomes e Miccoli (Paulo Jorge, 68).

Marcadores:

0-1, Ricardo Rocha 3'
0-2, Simão Sabrosa 36'

Pág. 2/2